Hackers invadem Skype para alertar usuários: "Vocês estão sendo monitorados"

Ano 2014 mal começou e já tem os primeiros ataques virtuais revelados. Depois que mais de 4 milhões de senhas e logins dos usuários do Snapchat foram roubados, agora foi a vez do Skype ter suas contas nas redes sociais invadidas por hackers do Exército Eletrônico Sírio (SEA, na sigla em inglês).

Para continuar leitura clique em "Ler mais..." no botão abaixo!



De acordo com o The Next Web, o grupo burlou a segurança do Twitter, Facebook e até do blog oficial do serviço para alertar os internautas de que estão sendo espionados. Nas mensagens, os hackers aconselham os usuários a não utilizar o Skype nem o Outlook.com, o serviço de e-mail da Microsoft, porque a companhia "monitora suas contas e vende os dados para os governos".


"Não use e-mails da Microsoft (Hotmail, Outlook). Eles estão monitorando suas contas e vendendo os dados para os governos. Mais detalhes em breve. #SEA", diz o post no Twitter do Skype, que teve mais de 8.000 retuítes antes de ser apagado duas horas depois da postagem, como informa o The Verge. A mesma mensagem foi publicada na fan page do Facebook e no blog oficial do Skype, além de um outro post no qual o SEA confirma a autoria das invasões.

A BBC afirma que o Exército Sírio Eletrônico apoia o presidente Bashar al-Assad, que recentemente foi ligado a vários ataques hackers ao microblog e jornal The New York Times, além de outras empresas de mídia como CNN, The Guardian e a própria BBC. A Microsoft ainda não se pronunciou sobre o caso, mas o Twitter do Skype afirma que os dados pessoais dos usuários não foram atingidos. A companhia foi uma das organizações acusadas de ajudar o serviço de inteligência americano a coletar informações dos usuários, de acordo com documentos secretos revelados em junho do ano passado por Edward Snowden, ex-técnico da Agência De Segurança dos Estados Unidos (NSA). Todas as empresas citadas, incluindo Google, Facebook, AOL, YouTube e Apple, negaram envolvimento.

No caso da Microsoft, o jornal britânico The Guardian afirmou na época que os documentos mostram que a NSA teve acesso aos principais produtos da companhia norte-americana, entre eles Hotmail, Outlook.com, Skype e o Skydrive, serviço de armazenamento na nuvem da empresa. Os arquivos ainda revelam que o Skype fornece dados dos internautas mesmo antes de ser comprado pela Microsoft, em 2011.

Também vale lembrar que, em janeiro de 2013, algumas organizações não-governamentais publicaram uma carta aberta alegando que o Skype grava e armazena em seus bancos de dados conversas de todos os usuários, mas que a direção do serviço não informa os motivos pelos quais intercepta e salva as mensagens. Atualmente, mais de 600 milhões de pessoas utilizam o programa em tablets, celulares e computadores.

Recentemente, a Microsoft e mais sete grandes empresas de tecnologia publicaram um manifesto que solicita aos governos de todo o globo, incluindo os Estados Unidos, uma reforma mundial no sistema de vigilância norte-americano e de outros países para garantir mais segurança às companhias e usuários. Leia mais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar leia:

• Muito obrigada por estar comentando
• Retribuo a todos portanto deixe sua Url (exemplo: <*a *href*= "___"*>Nome do Blog ou Site<*/a*>) <- Sem os * (asteriscos)
• Proibido Palavrões e Xingamentos será banido comentário!
NÃO aceito mais Divulgação no Facebook!
• Aceito Parceria aqui no Blog
• Se for copiar e colar no seu blog me avise e coloque o meu devido créditos
-> Obrigada ;*